quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Palavras

"Palavras apenas, palvras pequenas, palavras"...

Isabela está abusando do direito de usá-las. rsrsrsrsrsrs Ela está aprendendo numa velocidade que me surpreende. Não imaginava que seria assim... Tão fofo.

Outra coisa linda é o interesse dela pelos livros. No aniversario, ela ganhou uma versão da bíblia para bebês. E então me pede pra contar as histórias para ela e fica apontando para os desenhos. Na parte da Arca de Noé, por exemplo, ela aponta pros bichos e fala cocó, pi-pi (piu-piu), miau e méeee (era pra ser o béeee da ovelha...). E beija as páginas que ela mais gosta. De dois dias pra cá aprendeu a falar vovô, lendo o livrinho dela. Ela fica folheando om livro, procurando o vovô e se acha começa a beijar o velhinho. rsrsrsrsrsrsrs

Vidrou no Peter Pan tb. Eu já contei uma centena de vezes essa história e ela agora "me conta" tb, apontando para as figuras do mesmo jeito que eu faço pra ela. E quando chega a parte do crocodilo, ela fala croc-croc e faz o movimento com as mãos. Posso com isso? Vontade de apertar...

O mais gostoso é ela pedindo pra mamar. Durante a noite eu decidi que só amamentaria se ela acordasse, não valia mais grito, choro, resmungo... Tinha que estar acordada para mamar. Então que agora ela fala mamá de madrugada para eu dar o peito pra ela. No último domingo, ela estava brincando e eu não quis parar a brincadeira para dar o lanche dela. De repente, ela vira pra mim, bate no peito e fala mamá. Coisa linda... Na mesma hora eu fui na geladeira e peguei o lanche dela, traçou rapidinho. kkkkkkkkkkkkkkkk

Divirtam-se com a música.


Palavras Ao Vento

Cássia Eller

Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras
Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras, momento
Palavras, palavras
Palavras, palavras
Palavras ao vento
Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras, momento
Palavras, palavras
Palavras, palavras
Palavras ao vento
Palavras apenas
Apenas palavras pequenas
Palavras


terça-feira, 11 de setembro de 2012

16 meses

Isabela completou 16 meses no sábado. E é tanta coisa fofa que ela faz
que eu nem sei por onde começar.
Acho que foi na creche que ela aprendeu a se limpar. Ela pega o papel
e passa na fralda como se estivesse limpando o bumbum. E faz isso com
o nariz também. Tenho que perguntar sobre isso para a professora dela.
Aprendeu a falar bola. Antes só falava bó, mas agora fala as sílabas
direitinho: bo-la. Também sabe falar mamãe, papai e água bem certinho.
Todo dia a gente percebe alguma novidade. Fora que ela entende tudo
que a gente fala. Chega ser assustador. Kkkkkkkkkkkkk

Voltou a dormir mal. O sono está mega agitado, passa a noite berrando
e se virando de um lado pro outro, chutando o ar inclusive. Ela nem
chora mais, eu acordo mega assustada com os gritos dela e quando vou
ver ela está dormindo. E é a noite toda assim. Estou dormindo muito
pouco porque meu sono é interrompido a cada hora com os gritos da
pequena. Tem que rir pra não chorar... O sono é agitado mas é
compriiiiiido, está dormindo 12 horas (ou mais) por noite.

Por outro lado está comendo lindamente bem. Passa o dia pedindo comida
quando tem fome: pega a banana da fruteira, aponta pra geladeira e
pede nhami-nhami. Posso com tanta fofice?
Semana passada ela estava dormindo bem, bem menos horas (entre 10 e
11h) e comendo muito mal.

Como mudam os hábitos tão rápido esses babys. Aqui em casa nenhum dia
é igual a outro, impressionante. Por mais que eu tente estabelecer uma
rotina fixa, no saldo final quem decide tudo é Isabela. Eu fico
totalmente por conta das vontades dela no final das contas. Hehehehe

A saúde dela melhorou bastante. Não tivemos mais episódios de vômitos,
nariz escorrendo e a tosse tem dias que nem aparece. Já tomou todas as
vacinas do posto de saúde. Agulha só com 4 anos agora. Que alegria!!!!
Beijos

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Calmaria

Nem acredito que o mês de agosto acabou. Meodeus que mês infinito,
parece que durou 60 dias. Rsrsrsrsrsrs

Foram dias muito intensos, mas eu me acostumei com a trabalheira e a
vida foi se ajeitando. Isabela também está colaborando, dormindo
melhor e bem adaptada a nova rotina. Aliás, eu posso dizer que voltei
a descansar a noite. Minha pequena tem acordado apenas 2/3 vezes por
noite e volta a dormir rapidinho.

O ruim é que ela voltou a ficar mais chatinha pra comer. Na creche ela
come bem, mas em casa dá um trabalho danado e eu não brigo mais. Não
quer, tudo bem. Lógico que eu me preocupo mas ela já está grandinha e
se faz entender. Quando está com fome, ela sabe pedir comida. Claro
que eu não deixo correr solto, tento algumas vezes, ofereço duas ou
três vezes a comida. Enfim, faço um esforço...
Talvez seja o calor desgraçado que tem feito aqui, ou os dentes dela
nascendo. Sei lá. Ela está comendo mal e dormindo bem. Falo que ela
deve estar crescendo muito porque está dormindo que é uma beleza.
Entre 12horas e meia e 13 horas de sono por dia (contando a noite e o
cochilo da tarde).

Ela entende tudo que a gente fala. E já fala um bocado de palavrinhas, olha só:
mamãe
papai
aua (água)
abou (acabou)
Au-au
aiu (caiu)
aaau (tchau)
mamá
papa (sapato)
têtê (titia)
bá (sua amiga, Bárbara)
pipi (peixe)
nhami-nhami (quando quer comer)

Chato também é a quantidade de ziquizira que Isabela tem trazido da
creche. Está com o nariz escorrendo há um mês, a tosse dela melhora e
piora mas não passa, de uns dias pra cá ficou com diarreia e assada,
além de vômitos de madrugada nesse fim de semana. Não é nada que
comprometa a saúde dela, mas é bem chatinho conviver com isso tudo,
tadinha.

Apesar dos pesares, Isabela nunca teve nada grave, nem precisou tomar
antibiótico ou qualquer remédio mais forte. Está cada dia mais esperta
e danada. Faz uma fofice atrás da outra e, apesar de por vezes ficar
impaciente, eu me derreto com ela.

Não é pra morrer de amor?

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Avanços e retrocessos no quesito sono

O sono da Isabela está melhorando, finalmente!!!! Eu já tinha percebido que ela reclamava mas não despertava e também estava mega cansada de acordar trocentas vezes na noite para Isabela me fazer de chupeta.




Então, bora analisar os avanços:

Na madrugada de sexta-feira, estava esperando Marcelo chegar do Rio. Isabela mamou um pouco antes de meia-noite e à 00:11 começou a resmungar de novo. Eu decidi naquele momento que não seria mais a chupeta humana dela. Fiquei ao seu lado, fazendo um pouco de carinho, falando bem baixinho com ela, tentando acalmar sem o peito. Ela se debatia, virava de um lado pro outro, chutava o ar, gritava, chorava, tudo. Mas eu estava decidida a não dar o peito, porque eu senti que estava na hora. Ela se acalmou depois de uns 15 minutos e dormiu sozinha. Então resmungou novamente e acordou logo em seguida. E mais uma vez eu continuei no propósito de não dar o peito. Ela voltou a dormir. Quando Marcelo chegou à 1 da manhã, Isabela já estava dormindo pesado.

Avisei a ele que naquela noite eu não daria o peito pra ela e que se ele quisesse descansar que seria melhor dormir no outro quarto. Ele concordou com a minha decisão e disse que ficaria lá com a gente no quarto. Coloquei o colchonete ao lado da cama e deitei lá. Marcelo ficou na cama de casal com Isabela. Ela ainda deu umas poucas resmungadas durante essa noite, mas voltava dormir sozinha e rapidinho. Às 6 da manhã ela resmungou e eu dei o peito. Ela mamou nos dois seios e voltou a dormir numa boa até 7:30.



Na noite de sábado fiz a mesma coisa, dei o peito umas duas vezes até umas 23h e depois não iria dar mais. Sabe o que aconteceu? Isabela dormiu sem reclamar até depois da 5h. Dormiu 6h sem resmungar nada. Eu fiquei comovida, nem conseguia acreditar (porque eu acordei a cada duas horas por força do hábito) quando olhava no relógio e nada da Isabela se manifestar. Às 6 da manhã eu amamentei os dois peitos e ela despertou de vez. A maldita da tosse atrapalhou o final do sono dela e não teve jeito de fazer ela voltar a dormir. Então, Marcelo foi brincar com ela e passear de carrinho. As 8h ele voltou com ela dormindo. Tirou um cochilo até as 9h e nós começamos o dia numa boa.



De domingo para segunda, a mesma coisa. Só amamentei até 23h/00h e ela foi diretão até às 6h. Novamente despertou porque começou a tossir e vomitou um pouco de catarro. Percebi que ela ainda estava com sono e meio febril. Tentei colocar o termômetro mas o choro foi grande, então ela se acalmou no peito e voltou a dormir mais ou menos 7:15 até as 8:40.



Passamos agora ao retrocesso.

Ontem ela acordou super doente, com febre e gripada. Não quis comer nada. Quando eu voltei pra casa na hora do almoço, aproveitei e amamentei. Ela mamou e dormiu bem pouquinho. Passou o dia bem chatinha, mas depois que eu dei paracetamol no meio da tarde ela foi melhorando e à noite estava bem, jantou numa boa e dormiu um pouco mais tarde (30/40 minutos) que de costume. Às 23h a febre voltou, dei paracetamol e amamentei quantas vezes ela quis até meia noite. 2:10 ela começou novamente a resmungar e eu não queria dar o peito, tentei acalmá-la do mesmo jeito que tinha feito na sexta-feira. Ela chorava a cada 30 minutos e assim foi até mais ou menos 5 da manhã, quando eu ofereci o peito e ela se acalmou de vez.



Saí de casa quase 9h (mega atrasada) e ela ainda estava dormindo. Nessa hora eu me arrependi. Ela está doente e se eu tivesse amamentado quando ela chorou as 2h, talvez ela não tivesse tido um sono tão ruim. A gente tem que saber a hora de voltar atras, dependendo da situação. Fiquei receosa de voltar a estaca zero e acabei me excedendo. Nenhuma criança dorme bem doente, né? Errei a mão, mas não quero me culpar. Se hoje a noite ela tiver febre vou amamentar quantas vezes ela quiser.



E nesses dias, eu percebi que meu leite está diminuindo. Fiquei tensa, porque Isabela não mama quase nada na mamadeira. A única coisa que ela aceita é Ades de banana e mesmo assim, não passa de 120ml.

E quando ela fica doente, só sobra meu peito. É a única coisa que ela aceita. Estou me empanturrando de água, voltarei a amamentar depois do cochilo dela e continuar a oferecer a vontade quando voltar da creche. Quero ver se estimulo os dois seios mais vezes para voltar a produção de antes.   Então é isso. Espero que o sono da Isabela só melhore. Beijossssss

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

30

Hoje completo 30 aninhos. Eu queria que Marcelo estivesse aqui, mas estou encarando bem melhor essa fase e aceitando o tempo das coisas. A gente tem que saber bancar as nossas escolhas e pagar o preço por elas. Amanhã ele chega e a gente comemora.


Isabela foi novamente a pediatra porque a tosse dela não passa, mas está tudo normal. Não tem catarro nos pulmões e o nariz não está escorrendo mais. Então foi receitado um xarope fitoterápico por 1 semana. O clima aqui está muito seco e o vento forte levanta muita poeira, assim fica ruim se recuperar da tosse...

O sono dela piorou novamente. Agora passa boa parte da noite resmungando, gritando (alto) e se debatendo, virando de um lado para outro. Às vezes, nessa de se virar ela fica de bruços e acorda. No resto do tempo, ela dorme e não me deixa dormir... rsrsrsrs Tenho tentado dar cada vez menos o peito na madrugada, quando ela resmunga eu espero ela mesma se consolar. Na maioria das vezes eu amamento e mesmo assim ela não para de resmungar/gritar. Ou seja, ela me faz de chupeta, apesar de não dormir mamando.

Não me sobra outra alternativa a não ser escutar e esperar ela se acalmar. Já tentei dar carinho, falar baixinho com ela, amamentar novamente, nada disso funciona, tem que esperar o tempo dela e aturar. Isso ocorre no começo da noite (entre 22h e 23h) e vai até 1h. Nesse espaço de tempo, a tosse também dá as caras o que atrapalha o sono dela ainda mais. Eu achava que ela acordava quando gritava, se debatia ou resmungava mais forte (quase um choro), mas essa noite eu reparei que ela continua dormindo. Então decidi que eu só vou interceder e amamentar se ela acordar mesmo. Vamos ver se dá certo.

A rotina de nós duas já está bem ajeitada e eu já me acostumei com o rojão. É claro que eu não acho fácil, mas tampouco estou naquele desespero das primeiras semanas. Isabela passa muito bem o dia, brinca bastante em casa e na escola e está de bom humor na maioria das vezes. Entende tudo que a gente fala e é uma querida.

Então de aniversário eu só queria mesmo pedir para que as coisas continuem fluindo e que eu possa estar com o Marcelo lá no Rio bem depressa.

Amém!!!!!!!!!!

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Dia dos pais

Foi um fim de semana muito bom. A sexta-feira já foi bem gostosa, Isabela não chorou para ir pra creche (eu é que chorei de felicidade), a noite brincou numa boa sem ficar agarrada em mim e foi dormir sem reclamar. Marcelo chegou de madrugada e terminou de alegrar meu dia.


No sábado teve festinha na creche em homenagem aos pais. Que coisa mais gostosa ver a filhota batendo palminha e dançando para o papai. Ela estava bem a vontade na creche, deu pra perceber que já está adaptada. Talvez ainda reclame um pouco essa semana, mas não vai ser aquele desespero dos primeiros dias.

Domingo fomos a missa, fizemos churrasco e fomos ao shopping comprar presente para o meu pai. Passamos na casa de uma amiga, voltamos para casa, e daí foi a janta, banho e sono. Acabou o dia da pequena e o nosso também. Porque o cansaço é grande demais, estou impressionada com a energia da Isabela, ela não para um minuto mais. Hehehehe
E tem muitas vontades: se a gente não faz o que ela quer, solta uns gritos de raiva que deixam qualquer um desnorteado. Tá ficando birrenta essa menina... Espero que seja uma fase passageira.

A tosse está melhorando, mas não posso ligar o ar-condicionado. Estamos dormindo só com ventilador num calor de verão (durante o dia faz 35ºC)... Tudo pela saúde da Isabela. Nessa noite não escutei ela tossindo, finalmente. Muito soro no nariz e xarope estão dando conta do recado.

Segunda-feira é um dia mais chato porque Marcelo vai embora, mas eu espero que essa semana passe tão rápido quanto a semana passada. Os dias são bem corridos e movimentados, e eu tenho feito tanta coisa que nem parece que ainda não chegamos na metade do mês. Pelo meu cansaço já devia ter acabado há muito tempo. rsrsrsrs

Eu sei que tem bastante coisa boa acontecendo, Isabela tem se desenvolvido mais ainda por causa da creche, está comendo bem e dormindo melhor. Uma linda. Mas eu tenho que me esforçar para enxergar essas conquistas, porque a cabeça não está legal. Sinto um vazio grande demais por estar longe do marido. Eita fase chata...

Olha aí duas fotos da comemoração do dia dos pais.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

15 meses

É o tanto de vida que a Isabela completa hoje. É o tempo em que eu vi minha vida mais completa e intensa. Em todos esses meses, acho que eu não tive nenhuma preocupação somente quando ela era recém-nascida e não tinha mais cólicas...


Hoje é dia de celebrar, é mais um marco que se apresenta. Minha querida filha, tão linda, amada e acolhida está crescendo e nos deixando cada dia mais felizes (e cansados).
Quase não chora mais quando chega na creche, brinca a tarde toda e dorme cedo. Está comendo bem e só mama à noite antes de dormir e madrugada a dentro também.

Está tossindo à noite e com o nariz escorrendo – efeito colateral da creche. Por isso foi receitado Decongex que faz ela dormir beeeeeeeeem melhor, tipo só acorda 3x durante a noite. Voltei a dormir alguma coisa e estou mais descansada. Acho que vou dar decongex todo dia pra ela. Kkkkkkkkkkkkkkkk

A rotina dela é mais ou menos assim: acorda entre 7h e 8h horas, mama um pouco, come e brinca durante a manhã, no meio da manhã toma suco também. Perto das 11h ela almoça, toma banho e dorme. Eu saio de casa às 8h e só volto às 12h, então de manhã ela fica com a Francisca que é a responsável por todas essas atividades. Quando ela acorda da soneca (entre 12h e 13h) eu já estou em casa e brinco com ela, dou um pouco de suco (mais ou menos 50ml) e arrumo ela e suas coisas para a creche. Ela chega lá antes das 14h, onde lancha, toma banho e janta às 17h. Pego ela perto das 18h e daí Isabela não me larga. Faz tudo comigo e eu fico por conta dela. Meus peitos estão mega cheios porque ela não mamou durante o dia e ela esvazia os dois até a hora de dormir às 20h. Depois que ela dorme eu como alguma coisa, lavo o uniforme dela, tomo banho, falo com Marcelo e vou dormir.
As madrugadas continuam não tendo nenhum padrão. Quando ela acorda cedo, dorme mais na soneca da hora do almoço. São mais ou menos 12 horas e meia a 13h de sono por dia. Não sei se é o mais recomendado mas é o que nós (eu e Isabela) conseguimos.

Eu me cobro muito por achar que não estou fazendo o suficiente para a saúde da pequena. E essa minha frustração só atrapalha, porque eu acabo ficando chateada por ela não dormir ou comer o tanto que o povo diz que precisa, e meio que inconscientemente acabo culpando ela. Então que eu venho ao menos tentando relaxar mais para suavizar um pouco a minha maternagem.

Isabela está bem e, por mais cansada que eu esteja, é isso que importa.
E que infinitos 15 meses mais a gente complete juntas.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

1ª semana

Passamos da 1ª semana sem Marcelo ao meu lado. Foi muito difícil ficar sem meu parceiro durante a semana, para desfrutar de sua companhia somente no sábado e domingo. Ontem eu tive uma crise de choro, meio que descarreguei o cansaço e a angustia da semana toda e me renovei para mais uma de não sei quantas que virão.

Isabela está aos poucos se adaptando a creche. Ela ainda chora quando vou deixá-la, mas não se agarra em mim mais e as professoras dizem que ela se conforma rapidinho. Depois de passar o fim de semana com o pai e comigo durante todo o dia, não sei qual será sua reação hoje...

O sono dela está ruim e o meu está péssimo. Quando Marcelo estava em casa, melhorou um pouco, ou seja, ela acordou varias vezes mas logo voltou a dormir. Não ficou me requisitando de 30 em 30 minutos. O negócio é que eu não consigo mais pegar no sono depois que ela me chama, parece que eu fico na expectativa do próximo choro/resmungada e não volto a dormir. Não é somente as demandas da Isabela que me atrapalham o sono, são as preocupações que acabam comigo. Hoje mesmo eu acordei antes das 4h e não dormi mais, ainda que ela tenha me chamado 3x nesse período.

Na sexta-feira fomos a pediatra que sugeriu uma mamadeira de leite de soja ou ades para o meio da noite. Leite Ninho ela não gosta mesmo, mas acho que vou continuar tentando durante a noite quando ela chega da creche. O peso dela está bom (9,420Kg) e a altura também (80cm). Está tudo dentro da normalidade, apesar de ter passado uma semana com vomito e diarreia.

Eu tenho me sentido muito fragilizada. Fico tentando me manter inteira por causa da Isabela, mas Marcelo me faz muita falta, eu me sinto sozinha, desamparada sem ele. Não fico alimentando esses sentimentos para não piorar as coisas, mas não posso me enganar.

Eu sei que é só um tempo até eu conseguir ser transferida também. E é por isso que vou segurando a barra, fazendo o que se espera de mim.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Férias, doenças e creche

Tenho vivido dias muito intensos.


No começo das férias, Isabela estava muito bem, dormindo praticamente a noite toda (e sozinha na caminha da prima), mamando só a noite, comendo muito bem, inclusive pedaços grandes, sem amassar... Estava tudo lindo.

Daí começaram as ites todas. A conjuntivite só foi ruim no primeiro dia, quando os olhinhos estavam inchados e remelentos. O colírio receitado pela médica deu conta do recado, numa boa.
A paranoia veio com a gastroenterite. Essa acabou com a paz e saúde da Isabela. Foram dois dias loucos de vômitos ininterruptos, Isabela só queria colo e se agarrou nos meus peitos, que eram a única coisa que a alimentava, apesar de vomitar logo em seguida. Nessa hora eu pude ver como eu ainda tenho leite, ela mamava e vomitava para mamar de novo. O bom foi que ela não emagreceu muito, mas o chato disso foi que ela viciou em mim.

Eu amo estar com ela, suprir suas necessidades de carinho e aconchego. Acontece que eu também preciso fazer um sem-fim de coisas, inclusive trabalhar. E é muito difícil deixá-la chorando por mim. A semana que passou foi muito complicada.

E nesse contexto que se deu a volta para Palmas, somente eu e Isabela no domingo. E ontem, segunda-feira, foi o primeiro dia dela na creche. Além de estar sem o pai, cuja presença ela tinha durante o dia todo, precisa também se acostumar a outro ambiente totalmente novo. Se para um adulto isso já seria complicado, imagina para uma criança de 14 meses!?!

Meu coração está doído. Durante a noite, Isabela tem me chamado inúmeras vezes e se agarra em mim, com toda força. Eu não durmo mais, primeiro por causa da preocupação e depois porque a filhota não deixa. E eu não fico chateada com ela; a mim só resta rezar para eu conseguir ficar com Marcelo novamente e ter paciência.

Não estou reclamando do cansaço, nada disso. O que acaba comigo é ver minha filha carente, chateada, perdida. Eu sei que é só uma fase até ela se adaptar a creche e a nova rotina, mas não está sendo fácil para o meu coração de mãe.

Tomara que essa etapa das nossas vidas passe logo. Que Isabela fique bem na creche e que continue a se desenvolver do jeitinho de sempre.
A correria de cuidar da casa, da vida e da pequena eu tiro de letra. Difícil mesmo é segurar a culpa por não conseguir proporcionar o melhor dos mundos para minha filha nesse momento...

terça-feira, 17 de julho de 2012

Passando rapidinho...

... só para registrar que hoje depois de dois anos, voltei a ser fêmea em minha plenitude. kkkkkkkkkkkkkk
Menstruei, só isso.
Besteira, né? Mas é bom saber que meu corpo recuperou suas faculdades todas.
Os peitos ainda tem leite e Isabela continua mamando, sem prazos. As mamadas estão restritas a noite porque ela não demanda mais durante o dia. Nos últimos dias, talvez pelo clima mais frio do Rio, ela tem mamado muito pouco nas madrugadas.

As férias estão só no comecinho. Vou lá pra continuar aproveitando.
beijos

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Mudanças a vista

A partir de 30/07, minha filha vai frequentar a creche no período da tarde. Já comprei o uniforme (coisa mais linda) e agenda. Ainda falta providenciar a lista (gigante) de materiais.


Semana que vem vou para o Rio. Ficaremos por lá 15 dias e eu e Isabela voltaremos sozinhas para Palmas. Estou muito apreensiva, imagina ficar sozinha como uma bebê de quase 15 meses, sendo a única responsável por sua demandas... Arrepios!!!!

Com Isabela na creche, voltarei a trabalhar full time. Já estava na hora, ela já não precisa de mim do mesmo modo e já está na hora de socializar. Até porque, a pequena é alucinada por crianças, não pode ver um bebê como ela que já quer interagir, leia-se: apertar, beliscar, puxar, beijar e abraçar. É muito engraçado. Hehehehehe

Estou tirando aos poucos o peito. Durante o dia se ela não pede, não dou. E ela está pedindo muito pouco, às vezes eu ofereço só para acalmar antes do cochilo da tarde. O problema é durante a noite, porque ela quer de hora em hora.
Essa noite foi assim: mamou e dormiu no carrinho. Quando transferi para cama, acordou e mamou de novo. Terminou de mamar ainda acordada, virou para o lado, se ajeitou e dormiu. Depois acordou mais algumas vezes e eu dei o peito. Quando foi 1:30 cansei e Marcelo ficou fazendo ela dormir. Ela acordou mais algumas vezes, mas eu não dei o peito, foi ele quem fez ela dormir. Não teve muito choro dessa vez, foi até rápido. Quando ela acordou as 6:15 eu dei o peito e ela dormiu novamente.

Para resumir o que a gente está fazendo: durante a madrugada, não tem peito. O pai se encarrega de fazer com que ela durma. Ela não está mais dormindo no peito, eu amamento e ela dorme no carrinho. Mesmo não adormecendo no peito, Isabela acorda trocentas vezes para mamar, e eu só estou dando o peito até certa hora (que depende do meu cansaço e da hora que ela foi dormir).

Ainda fazemos cama compartilhada. Primeiro eu quero que ela durma melhor, se acostume sem o peito, para então colocá-la na cama dela. Uma coisa de cada vez.

Tem uma coisa que está me incomodando de verdade. Isabela quer ver DVD o tempo todo. Não quer mais brincar, pede a todo momento pra gente colocar qualquer um dos DVDs que ela tem: cocoricó, galinha pintadinha, turma do seu lobato, casa de brinquedos. Qualquer um serve, desde que ela esteja em frente a televisão. Mais uma razão para ela começar a creche. Não é legal uma criança querer passar tanto tempo de frente a TV. Não me incomoda de ela assistir 2 DVDs por dia, acho até necessário para a babá fazer o almoço ou arrumar as coisinhas dela. Mas a danadinha não quer mais brincar no quarto porque não tem TV, aí eu já acho demais... Passando as tardes na creche, ela só vai ver DVD de manhã, o que me tranquiliza mais.

É isso! A vida vai ficar um pouco de stand-by, aguardando os próximos acontecimentos que prometem ser intensos.

Beijos

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Segund@ filh@

Eu sempre quis ser mãe de mais de um. Nunca em minha vida imaginei ter apenas um filho. Quando estava grávida da Isabela eu falava que se ela não desse muito trabalho eu iria tentar logo ter o segundo filho.


Então ela nasceu e nos primeiros meses quase não me deu trabalho. E eu voltei a trabalhar e ela achou ruim e passou a acordar trocentas vezes por noite e assim estamos até hoje. Passei muitos perrengues com a alimentação dela, mas passou. Ela está comendo bem, tem muito boa saúde, se desenvolve perfeitamente e dorme agarrada comigo.

O que eu não sabia era que iria ser Isabela quem decidiria a hora para eu engravidar novamente. Explico: até hoje eu não menstruei e só pode ser por conta das inúmeras mamadas noturnas.
Estou com vontade de engravidar novamente, já sonhei várias vezes que estava grávida e outras que estava em trabalho de parto. Eu quero muito, mas meu corpo está respeitando o tempo da Isabela.

Minha filha ainda precisa de mim e meu organismo está aguardando esse amadurecimento da parte dela para encarar uma nova gravidez.

A hora certa para dar um irmão ou irmã a minha filha ainda não chegou. E eu não vou forçar nada, não quero desmamar agora por um desejo meu, isso seria muito egoísta. Acredito de verdade que essa demora em voltar a menstruar e deixar de ser mais mãe e voltar a ser mais mulher tem a sua razão. A mim só cabe a espera. Quando eu achar que Isabela está preparada ou quando eu estiver preparada posso encarar o desmame noturno e/ou definitivo. Não é o caso agora.

Por vias das dúvidas amanhã tenho consulta com o GO. Preciso fazer os exames de rotina e verificar se está tudo ok comigo.

No final das contas eu acho que é melhor assim. Marcelo vai se mudar de cidade para tomar posse em um concurso e eu ficarei sozinha com Isabela até conseguir a transferência pelo meu trabalho. Esse período de tempo, que deve ser de uns 3 ou 4 meses, vai ser bem complicado para nossa família. Depois ainda teremos um período de adaptação na nova cidade o que seria ainda mais complicado se eu estivesse grávida.

E nada disso diminui minha vontade de gerar uma nova vida. Meu coração quer, minha cabeça está um pouco reticente e meu corpo não permite. Deus sabe a hora certa.
Beijos

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Andarilha

Isabela não engatinha mais. Ela começou a andar bem direitinho, mas quando desequilibrava e caía, não conseguia levantar e voltava a engatinhar.


Ficou assim uns 5 dias. Depois passou a buscar algum apoio para voltar a se levantar, mas ia até o apoio engatinhando, se levantava e dava os passinhos. Então ontem, ela aprendeu a levantar sozinha, sem apoio. Daí que ela não engatinha mais. Minha filha é um ser 100% bípede.

Seus primeiros passinhos sozinha foram dados dia 22/06 e 9 dias depois ela já tem total autonomia de movimentos. Muito orgulho, muito amor.

#####
O sono dela deu uma melhorada, mas eu voltei a colocá-la na minha cama. Minhas costas estão doloridas porque o espaço está pequeno, mas nossa vida está para dar uma virada e eu não vou mudar muita coisa.

Enfim, vamos continuar observando e tentando fazer pequenas mudanças para melhorar o sono de todos na família.

Para finalizar, olhem que sorriso mais encantador?


quinta-feira, 28 de junho de 2012

O sono (???) dela e falta do meu

Eu sou um zumbi. Faz uns 20 dias que o sono da pequena tem estado muito agitado e acaba sobrando para mim.
Tudo começou com ela se remexendo toda, o que acabava me expulsando da cama. Depois que eu saía da cama, o sono dela se acalmava, juro. Então pensei que finalmente meus dias de cama compartilhada tinham se acabado.

Há duas semanas estou tentando colocar Isabela para dormir num colchão ao lado da nossa cama. É assim: ela começa a dormir na minha cama e eu coloco ela na cama ao lado um tempo depois que ela pega no sono. Houve dias ruins e péssimos. Rsrsrsrsrs Ela resmungava, gritava, chorava, fazia tudo isso dormindo, até que acordava (eu já estava acordada há muito tempo, desde o primeiro resmungo). Daí eu pulava para a cama dela e fazia ela dormir de novo no peito. Teve dias que eu tentei fazer ela dormir sem o peito, o pai tentou também, mas não dava. Ela chorava horrores e não dormia mesmo.

Não sei o que fazer. Na minha cama ela estava incomodada e na cama dela é pior. Na noite passada eu desisti e botei ela novamente na nossa cama. Então ela voltou a dormir um pouco melhor. Mas pareceu um retrocesso, sabe. Eu estava achando bom que ela quisesse sair da nossa cama, mas deve ter sido alarme falso. Sei lá.
Nesse fim de semana que eu posso acordar mais tarde, vou tentar novamente deixá-la na cama sozinha.
Não dá pra ela ficar resmungando de hora em hora, procurando o peito na maioria das vezes e me deixando noites e noites dormindo pouquíssimas e picotadas horas. Quando no mundo que eu terei pelo menos 5/6horas de sono ininterruptas novamente?
Como se faz desmame noturno sem traumas?

Apesar das noites horríveis, Isabela começou a andar. Imaginem a minha alegria em ver minha filhota de 13 meses dando seus passinhos sozinha por aí. Ela começa a andar e vai simbora, de repente cai e não consegue levantar. Rsrsrsrsrs A gente tem que levantar ela novamente, senão ela começa a engatinhar. Ela já anda mas ainda não tem muita autonomia. Hahahahahaha

Então é assim: ela passa as noites resmungando, chorando, querendo o peito toda hora e os dias andando e nos alegrando. Como bem falou o marido: a gente morre de raiva dela a noite, mas quando ela acorda e olha pra gente a raiva passa na hora. Rsrsrsrsrs

Olha aí as fotos que não deixam dúvidas da fofice extrema que tenho em casa.



quinta-feira, 14 de junho de 2012

Que fase...

... deliciosamente gostosa da Isabela.

Genzi, é muita fofura para o meu coração. Uma bebê de 13 meses faz um tantão de coisas legais, aprende "tudo" que a gente ensina e me deixa inebriada de tanto amor.

No feriado nós fomos novamente pra fazenda, onde Isabela se esbalda com os bichos e com o espaço. É um pouco cansativo porque a menina quer andar o dia inteiro e só anda segurando nossa mão. Já tentamos estimular sua independencia infinitas vezes, mas é uma questão de segurança. Quando for a hora ela vai andar sozinha.
Enfim, lá na fazenda ela aprendeu a fazer mú igual a vaquinha, faz o pocotó do cavalinho, com direito a cavalgada e tudo. Já tentei fazer um videozinho mas o som não saiu legal...

Na segunda teve consulta com a nova pediatra, que não me repreedeu por ainda amamenta-la, e ficou muito contente com a saúde da pequena. Sabe o que foi melhor? Isabela ganhou mais peso e agora está no percentil 50, pesando 9,200kg. A altura ficou perto do percentil 75, com 78cm.
A consulta foi ótima e eu fiquei mega contente por alguém dizer o que eu estava vendo: bebê saudável, coradinha e com desenvolvimento dentro da normalidade.

As noites ainda estão um pouco complicadas. Talvez agora que Isabela esteja melhor no quesito alimentação eu me anime para o desmame noturno. Para isso vou precisar da ajuda do Marcelo, mas ele não está num bom momento, então vou aguardar até o mês que vem. Estamos num período de expectativa por possíveis mudanças.

Vou tentar atualizar o blog com fotos. Ele fica muito sem graça sem elas.
Beijos

sábado, 2 de junho de 2012

Fofurices

Eu nem sei elencar o tanto de coisas bonitas que Isabela tem feito ultimamente. O cérebro das crianças é uma esponjinha porque tudo que a gente ensina elas aprendem e repetem, daquele jeitinho mais fofo do mundo. Olha só:

- Quando eu e Marcelo estamos conversando e surje a palavra cocô, Isabela imediatamente puxa e segura a fralda. Se eu falo pra gente trocar a fralda suja e ela está cagada, Isabela estende os bracinhos numa boa, mas se só tiver xixi ela faz escândalo. Ela já entende a palavra cocô e o comando trocar a fralda.

- Aprendeu a falar não, mesmo que de forma não contextualizada. Ela já balançava a cabeça negativamente e há pouco tempo passou a fazer não com o dedinho, daí a gente fala nananinanão e ela repete não.

- Como gosta de dançar. É só começar a cantar uma música que ela goste ou tocar na TV que ela se requebra toda. Ela está de pé, sempre se segurando em alguma coisa/pessoa, e dança loucamente, balançando o bumbum, requebrando a cintura e levantando os bracinhos. A galinha pintadinha faz um super sucesso, especialmente as mais animadas.

- Aliás, ela pede para botar os DVDs da galinha pintadinha, pegando a caixa do DVD e me dando pra colocar:) E se eu pergunto do pintinho amarelinho ela aponta pro bichinho que está na capa do bendito DVD e eu nunca mostrei o pintinho amarelinho, ela aprendeu sozinha.

- Eu acho que ela é canhota, apesar de saber que é muito cedo para definir qualquer coisa agora. Acontece que ela faz muitas coisas com a mão esquerda, especialmente se é algo que demande mais destreza, o movimento fino. Para movimentos de força ela usa as duas com a maior habilidade. rsrsrsrs

- Anda o tempo todo, mas só de mão dada com alguém. E chora muito se eu não dou a mão pra andar com ela. Tenho que ficar a disposição:) E só quer andar pelo jardim, dentro de casa ela não acha bom, o negócio é desbravar novos horizontes e arrancra as folhas das plantas. hehehehehe

- Sabe a coreografia de um bocado de músicas.
- Bate palminhas fazendo eeeeeeee quando acaba a música e se não começa outra ela faz aquele movimento de "cadê" com as mãozinhas.
- Aprendeu a chupar o canudinho:)

Que eu me lembre é isso, mas devo ter esquecido de mais coisas.
Ontem eu comprei uma escova de dente pra ela e pasta sem fluor e já estou usando. Ela adorou escovar os dentinhos, espero que continue assim. Já tinha percebido que os 8 dentinhos estavam meio amarelados e como eu não consigo pegar o ocntato de algum dentista pediátrico, já comecei a escovação por conta própia. Mal não vai fazer.

Essa semana eu também visitei a creche que Isabela frequentará a partir de agosto. Parece ser legal e é a melhor daqui de Palmas, apesar de não ser nenhuma brastemp. Quando voltar das férias de julho ela vai começar, porque voltarei a trabalhar período integral. Os 15 minutos que ela ficou na salinha com as crianças foi bem legal, nem deu bola pra mim. Que seja assim sempre.

As novidades são essas. De resto, está tudo igual. rsrsrsrsrs
Beijos

quarta-feira, 23 de maio de 2012

POSTAGEM COLETIVA "Criação com apego: mais amor, menos preconceito"


Como eu expliquei no post passado, meu jeito de cuidar da Isabela é muito instintivo e tem até nome chique: attachment parenting.
Para tentar entender o que significava esse termo, comecei a pesquisar na internet e achei no blog Cientista que Virou Mãe essa blogagem coletiva. Então bora lá...

Isabela nasceu e veio para o meu peito imediatamente. Que momento maravilhoso, poder sentir minha princesa nos meus braços, fazendo o que só eu podia lhe oferecer.
E nos primeiros meses, meus seios foram a solução para todo o tipo de problema: cólicas, calor, dor, fome, sono, tudo. Era só Isabela chorar que eu a colocava para mamar. Era tanto leite que ela vomitava horrores porque não cabia mais no estomago e ela não parava de sugar.

E para minha alegria, filhota sempre adorou mamar. Nesse primeiro ano de vida, ela nunca recusou o peito (somente um dia que estava doente e eu me desesperei), e não teve a menor vontade de pegar a mamadeira ou chupeta. Agora usa o copinho de transição para tomar água, outro líquido ela não aceita.

O período de amamentação exclusiva e da minha licença maternidade foi muito bom, Isabela quase não dava trabalho para dormir e ficava em seu berço numa boa. Como ela nunca gostou muito de colo, sempre deixei que ficasse em nossa cama, no sofá, no berço ou no carrinho. Acho que o calor excessivo que faz aqui em Palmas contribuiu para esse comportamento. Ela nunca se sentiu bem no sling. Colo mesmo era só para dormir e mamar, o resto do tempo ela queria ficar solta e eu deixava.

O meu retorno ao trabalho, somado a introdução da alimentação sólida, perturbou o sono dela. Assim que eu voltei a trabalhar, ela passou a acordar 3 vezes para mamar (antes era só 1). Ao longo dos meses a coisa foi piorando tanto que eu acabei desistindo de levantar 8 vezes a noite para dar colo e peito e a coloquei na nossa cama.
Marcelo não se incomodou, acho até que me incentivou, e assim foi. Desde os 9 meses que Isabela não dorme mais no berço, nem para os cochilos que agora são no carrinho. A gente passeia com ela pela casa até que adormeça e deixa ela lá mesmo. Como são cochilos de 1 hora em média, não vejo problema em mantê-la no carrinho. No meu colo ela não dorme de jeito nenhum, nem se for mamando.

A amamentação é que deu uma diminuída agora que ela está se alimentando legal. Eu continuo dando de mamar após o almoço, uma vez no fim da tarde e à noite. E ao longo da madrugada, muitas vezes. E eu não estou nem aí porque ela está bem pertinho e eu não preciso nem me mexer para dar de mamar. Rsrsrsrsrsrs

Agora no segundo semestre eu voltarei a trabalhar em período integral (só estou trabalhando pela manhã) e a pequena vai para a creche a tarde. A mamada após o almoço deve acabar e a do fim da tarde provavelmente será mantida. O resto continuará como está, a não ser que Isabela queira mudar.

Não sei mesmo como será daqui para frente. Minha meta era dar LM até que ela completasse um ano. Isabela nunca tomou LA e nem sei como introduzir esse alimento agora. Será que precisa? Talvez fosse bom se ela tomasse uma vitamina a tarde, mas se não for possível tudo bem.

Pois a história é essa. Por aqui temos a amamentação prolongada (sem prazo para acabar), cama compartilhada, muito aconchego, respeito e pouco colo, porque a princesa não gosta muito. Na verdade, o que impera na nossa casa é o bem-estar geral, e isso passa exclusivamente pela felicidade da Isabela. A única coisa que eu tive que forçar foi a alimentação sólida, porque não era possível deixá-la somente com  a amamentação exclusiva após meu retorno ao trabalho. Talvez por isso tenha sido tão ruim e doloroso para mim também. Eu não conseguia ser a agente dessa etapa tão traumática. Ainda bem que acabou.

Eu e marido estamos criando uma criança bastante feliz, que ri para todo mundo, se diverte horrores, ganha muito carinho e se desenvolve muito bem. O resto (cansaço, noites mal dormidas e afins) é resto.
Beijos

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Post atrasado*

Escrevi esse texto na semana passada. Já está tudo diferente, mas eu queria deixar aqui essas linhas descrevendo como os dias estavam mais tranquilos. Boas lembranças. hahahahahaha

Isabela ainda está comendo legal. O sono é que deu uma piorada considerável. É assim mesmo, a gente vai seguindo com altos e baixos. Observando e observando, sem culpa e tampouco regras.

******
Há mais ou menos duas semanas venho reparando em algumas mudanças que Isabela está apresentando. Tenho até medo de escrever isso aqui e mudar tudo, mas preciso me lembrar disso depois.


Filhota está comendo bem. No almoço bate um prato razoável e na janta, come melhor ainda. Os lanches que antes eram problemáticos, agora estão contornáveis. O chato é que ela não come todas as frutas, somente banana, açaí e danoninho. Ainda belisca um biscoito maisena e uns pedaços de pão e pronto. Não aceita nenhum suco, apesar de beber água o dia inteiro. Daí que ela está mamando menos durante o dia e eu fico super feliz de ver as coisas caminhando melhor.

Eu venho tentando manter uma postura menos impositiva em relação aos cuidados com ela. Enquanto ela estava dormindo bem no berço, foi lá que ela ficou. Depois que se tornou insustentável acordar 8x por noite para dar colo ou amamentar, ela passou a dormir comigo e marido. Eu não sofri com o lance do sono, fui levando conforme a neném mandava. Ela acordava muitas vezes ainda para mamar, mas era mais fácil com ela na minha cama. Lógico que houve noites bem ruins, a cama compartilhada não foi a solução dos problemas, apenas mitigou bastante meu desconforto.

Só que venho reparando que Isabela tem dormido muito bem, pede o peito poucas vezes (essa noite pediu só uma vez de madrugada) e não fica mais gemendo ou se revirando na cama. Acredito que seja porque sua alimentação tenha melhorado horrores e porque as sonecas diurnas estejam bem consolidadas (mesmo que não sejam em horários fixos, ela dorme dois cochilos de mais ou menos 1h cada). Se o sono dela permanecer assim, quero colocá-la no berço, ou quem sabe numa cama só para ela. Vamos acompanhar com calma.

Ao longo desse primeiro ano, minha maternagem tem sido sem muita culpa. Foram altos e baixos, mas no geral eu tenho sido uma mãe tranquila, justamente porque eu tento não sofrer com os cuidados com ela. À exceção da alimentação sólida, não quis carregar correntes e me tornar mártir para cuidar da Isabela.

Não me incomodo em amamentar em (quase) livre demanda, não dormir uma noite inteira ou passar as tardes e noites cuidando dela. Claro que eu reclamo se a coisa fica muito sobrecarregada para o meu lado, especialmente se eu tenho outras demandas no trabalho ou faculdade, afinal eu sou humana. 
Daí que eu percebi que intuitivamente sou adepta do attachment parenting. A revista TIME fez esse favor para mim. Agora meu modo de maternar tem nome, veja que chique. rsrsrsrsrs

Então é isso. Tenho que falar com mais calma sobre a amamentação prolongada e cama compartilhada. Tomara que consiga fazer logo...
Beijos

*Post escrito em 15/05/2012.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Festa e dia das mães


Ai como foram bons esses últimos dias. Foi bem corrido e um pouco estressante mas tudo deu certo. Família toda reunida, a casa uma zona total e Isabela brincando o tempo todo.

A festinha foi muito boa. A aniversariante se esbaldou, brincou pra caramba, não chorou no parabéns (mas também não bateu palminhas hehehehe), jantou bem, comeu um pouquinho de doce, mamou, e ainda conseguiu dar atenção a uma porção de convidados. Rsrsrsrsrs

O dia das mães também foi super animado, com churrasco e piscina para os familiares. Casa lotada, muito colo e atenção para a pequena, que não decepcionou e novamente passou um ótimo dia. Como a gente estava em casa, foi fácil porque deu pra gente respeitar os horários de sono e comida e Isabela não se incomodou com nada.
Aliás, hoje que todo mundo foi embora acho que ela vai é sentir falta e estranhar a calmaria na casa.

O fim de semana foi maravilhoso. No ano passado, meu presente de dia das mães foi ter Isabela no meu colo. Esse ano, foi o dia delicioso que passamos juntas e dividimos com a família toda. Que todos sejam assim daqui pra frente.

E para não perder o costume, os registros desses dias que eu espero não esquecer.

 Não queria largar esse naco de carne, de jeito nenhum. rsrsrsrs

terça-feira, 8 de maio de 2012

1 ano

Isabela,


Hoje você completa 1 ano de vida. E como tem sido bom conviver contigo. Você ainda não anda, mais por medo do que por falta de destreza. Por outro lado, fala um monte de coisas, repete as sílabas, ao seu modo, das palavras que a gente ensina e até que faz sentido. Ontem mesmo eu te apresentei a uma pilha e você falou pila e ficou repetindo até cansar.

Eu me impressiono com a quantidade de palavras que você entende. Sabe o que é o cabelo, fazer carinho, pular, pentear, as coreografias das músicas que a gente canta. E eu que achava que os bebês de 1 ano eram bobinhos. Boba sou eu de te subestimar.
Seu sorriso de 8 dentes me encanta. E você sabe muito bem disso porque vive gargalhando pra mamãe, só pra me deixar mais apaixonada. Eita amor doido esse...

Com sua chegada eu tive que me acostumar com muita coisa ruim e nada por sua causa. São as chatices das pessoas que gostam de opinar sobre nossas vidas. Eu quero aprender com você a lidar com as diversas situações que se apresentam, na base da tentativa e erro mesmo, mas confiando no meu instinto e nas observações do nosso cotidiano. Por isso que eu me incomodo tanto com os palpites alheios, especialmente daqueles que não convivem com a gente. A mamãe é “cricri” e sem paciência, mas teve que aprender a relevar esses comportamentos.

Sabe, filha, eu ás vezes me irrito com suas atitudes, e isso nada tem a ver com você. É porque eu esqueço que você é um ser singular e que eu não posso mudar certas coisas do seu temperamento. E daí que você não come o tanto que eu gostaria? Ou que não dorme a noite toda? O que importa é que você cresce com muita saúde, quase não fica doente, e se desenvolve dentro da normalidade. E é feliz, tenho certeza. Do que eu tenho que reclamar?

Preciso mesmo é agradecer por você ter me dado a oportunidade de ser mãe. Esse é o papel que eu exerço com mais alegria. E eu mudei bastante depois que você chegou, muito mais por dentro do que por fora. Deve ser a felicidade de estar contigo, misturado a responsabilidade de te passar os verdadeiros valores e te fazer uma boa pessoa. Não como eu quero, mas como só você vai ser capaz de ser.

Te amo. Parabéns pelo seu primeiro aniversário.
Todos os beijos do mundo inteiro.
Mamãe



sexta-feira, 4 de maio de 2012

Pediatra, leite e festa

Semana passada teve consulta com pediatra novo. O antigo não está mais clinicando, só fica em UTI e Isabela ficou sem médico... O novo pedi não me agradou, porque quase não examinou Isabela. Mediu, pesou e disse que ela devia ser desmamada e tomar 3 mamadeiras de LA por dia para ganhar peso. Eu nem me estressei, entrou por um ouvido e saiu pelo outro.


Ela está pesando 8,650Kg e medindo 75cm. Realmente com um ano o peso dela deveria triplicar em relação ao nascimento, o que somaria 9,150kg. Isabela ficou devendo meio quilo, mas eu não vou obrigar minha filha a comer mais do que ela aguenta. Lógico que eu dou umas forçadas, senão ela não come quase nada... rsrsrsrs O que importa é que sua saúde está em ordem, suas taxas todas normais e seu desenvolvimento satisfatório. O que são 500g perto de tudo isso?

Eu já reclamei um bocado do povo que coloca nas minhas costas (e nos meus peitos) a responsabilidade pela inapetência da Isabela. Não farei mais isso, vou desencanar desse assunto. Até porque eu tenho aprendido bastante, somente observando o comportamento alimentar dela. Percebi que ela come muito mais na janta e que gosta mesmo de beliscar o que nós estamos comendo. Não é muito fã das frutas, o que vai me obrigar a me empanturrar de frutas na frente dela para ver se ela aceita melhor. Rsrsrsrsrs

Enfim, esse médico não será o pediatra da Isabela. Deixa ele tascar LA nas crianças dos outros. Por aqui vai ter leite materno até os dois anos ou quando Isabela não quiser mais. Simples assim.

****
Minha filhota mais linda completará seu primeiro ano em 4 dias. E a festa será dia 12/05, sábado. Já está quase tudo pronto, e eu fiquei bem feliz com o rumo que tomou a festinha.

De início eu não queria fazer nada muito grande, mas a gente acaba se empolgando e a festinha que seria pequena se tornou média. Será num salão de festas pequeno, com a presença de toda a família vinda de Recife e do Rio e mais dos amigos que visitaram a pequena nesse primeiro ano de vida dela. Vai ter pula-pula e escorregador, salgadinhos, docinhos, pipoca, cachorro-quente, bolo e muita alegria. O tema foi escolhido há quase 2 meses: piquenique.

Sabe que as vezes eu acho que passou muito rápido e outras eu penso que está devagar. Se eu vejo as fotos da Isabela recém-nascida eu me espanto com o tanto que ela cresceu. Daí eu lembro a quantidade de coisas que a gente passou juntas: as cólicas, os sorrisos, a amamentação exclusiva, as pequenas doenças, as conquistas todas, as noites no berço e agora na nossa cama, as idas e vindas da alimentação sólida... Foi coisa pra caramba, não é possível que tenha cabido só um ano no tanto de acontecimentos desde que ela nasceu.

E o amor está sempre lá. Tem horas que eu aperto e beijo tanto que até machuca, coitada. Eu sou completamente apaixonada pelos sorrisos dela, a gargalhada que é como música para mim. Sempre soube que ser mãe ia ser bom, mas é muito melhor do que eu pensei. Muito mesmo.

Então no dia 12 vamos celebrar com as pessoas queridas todo esse ano incrível que passamos, porque nós merecemos. Olha lá:




domingo, 29 de abril de 2012

E aí, como foram as férias?


Foi tudibão. Isabela se comportou lindamente nas férias, viajou várias horas de avião e DORMIU a maior parte do tempo. Enfrentou frio, mudança de rotina, pessoas, língua nova e um bocado mais de coisa numa boa. Ria para todos, conquistou a Europa com seus sorrisos e me deixou muito orgulhosa. Deu um pouco de trabalho para comer, mamou mais do que o normal, chorou quando estava com sono, gritava MUITO quando contrariada, mas valeu a pena.

Nessas semanas, Isabela deu um salto de desenvolvimento enorme. Aprendeu a fazer um sem-fim de coisas: manda beijo, faz o pintinho amarelinho, dá tchau, pula apoiada, tosse de propósito pra gente falar saúde, continua passando hidratante no corpo, imita indiozinho e outras artimanhas que eu não lembro mais. Antes ela até fazia algumas dessas coisas, mas imitando alguém. Agora ela entende as palavras e faz o que a gente pede. MORRO de amor com essas coisas.

Ainda não está andando sozinha. Prefere andar apoiada nas pessoas e minha coluna está super quebrada por isso. Passo muito tempo levando ela pelos cantos, porque a menina não quer engatinhar mais de jeito nenhum e tem medo de andar sozinha. Ela ainda não consegue se equilibrar mas eu acredito que a insegurança que ela sente esteja atrapalhando um pouco... Força nas penas ela já tem, está faltando pouco para mais essa conquista do seu desenvolvimento.

Durante a viagem, o sono da Isabela estava maravilhoso. Não apenas do outro lado do oceano mas no Rio também. Acordava pouquíssimas vezes a noite, mamava rapidinho e voltava a dormir, as vezes até por longas 12 horas. Foi só voltar para Palmas que o sono dela piorou de novo. Essa semana passei umas noites terríveis. Isabela não acorda, mas passa o tempo todo gemendo e procurando o peito. Cansa muito... rsrsrsrsrs
Apesar disso, não me permito reclamar porque ela tem se alimentado super bem e isso para mim é mais importante.

No próximo post eu conto da consulta dela com o novo pediatra.
Olhem aí algumas fotos.